Vera Marques, Bela Belchior e Joana Pinto

A arte de estar bem

A Vera, a Bela e a Joana trabalham em conjunto no mundo das Artes.

A Vera é natural de Seia, tem 36 anos e é mãe de três meninas com 3, 5 e 7 anos. É Licenciada em Professores de Ensino Básico, variante Educação Musical, tem o Curdo de Músicos Intervenientes em âmbito Hospitalar e Instituições de Solidariedade, pela APMHIS e é Terapeuta Não Verbal Benenzon. Tem uma marca chamada CORASSOM- Terapia, Emoções e Arte, com projetos seus.

A Bela nasceu em Moçambique a 14 de maio de 1963, é mãe da Carolina.É docente de Educação Especial, especializada em Problemas Graves de Motricidade e Cognição, na área da Surdez, tem formação em Língua Gestual Portuguesa. Desempenha funções na Consulta de Neurodesenvolvimento do Centro Hospitalar Leiria. É musicoterapeuta, com experiência na área das Perturbações do Neurodesenvolvimento, Saúde Mental e Psiquiatria, Alzheimer e Dor Cronica.

A Joana nasceu a 24 de Maio de 1982, é mãe da Cecília. É Saxofonista, professora de música e musicoterapeuta. Tem os níveis 1, 2, 5 e 7 do Modelo Benenzon. Macrobiótica e estudante desta área no Instituto Macrobiótico de Portugal. Tem um projeto seu onde integra a macrobiotica com a musicoterapia chamado " A arte de estar bem, macrobiomusica".

    10H30-12H00

    Sábado 19 Outubro

    A arte de bem estar

    A arte de estar bem promove um olhar para a saúde e sua manutenção através da harmonia com a natureza e os seus ritmos. Neste encontro faremos alguns remédios caseiros que nos ajudam a manter a saúde e a tratar alguns desequilíbrios. O som, estará presente, como prevenção e ferramenta de autoconhecimento.
    Local: Edifício EDP | Público: Adultos

    15H00-17H00

    Sábado 19 Outubro

    Musicoterapia

    “A musicoterapia é uma psicoterapia que utiliza o som, a música e os instrumentos corporo-sonoro-musicais para estabelecer uma relação entre musicoterapeuta e paciente ou grupos de pacientes, permitindo através dela melhorar a qualidade de vida, recuperando e reabilitando o paciente para a sociedade” (Benenzon, 2011).
    Local: Edifício EDP | Público: Adultos